sábado, 31 de julho de 2010

Fim das férias

Com o fim das férias, vamos ao trabalho que é o que interessa: campeonato brasileiro.

Desde 2000 não sei o que é tomar uma cerveja como campeão nacional. Já estou ficando chateado. Fico pensando quem está há mais de 20 anos sem comemorar um título de campeão brasileiro.

O Vasco da Gama tem muita chance de disputar uma Libertadores no próximo ano, quem sabe como campeão brasileiro.

DICA
O tempo está esfriando, aconselho aos botafoguenses e flamenguistas a retirarem os casacos do armário. O melhor é não passar frio nem vergonha.

Presidente (tricolor-pé-frio), um abraço!

Que venha a Copa!

Izabelle Torres - Correio Braziliense

A análise pelo Tribunal de Contas da União (TCU) de um dos contratos mais estranhos realizados pelo governo para a realização dos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007, terminou sem culpados. No último dia 20, a Corte isentou de multa e responsabilidade dois gestores envolvidos no negócio milionário entre o Ministério do Esporte e a empresa Atos Origin Serviços de Tecnologia da Informação Ltda. A transação resultou na inclusão de serviços não previstos no edital e gerou uma conta de R$ 112,9 milhões a mais do que o calculado inicialmente. Além disso, a contratação da empresa para o fornecimento do serviço de credenciamento de atletas apresentou indícios de superfaturamento de 16.000%.

Apesar da enxurrada de irregularidades apontadas pelo Ministério Público — e até admitidas no relatório do TCU —, a Corte entendeu que, diante do grande número de erros e da desorganização do evento, não era apropriado punir a conduta de Ricardo Leyser Gonçalves e José Pedro Varlotta, secretário executivo do Pan e presidente da comissão de licitação, respectivamente.

Precedentes

Ao isentar os dois servidores sob a justificativa de que as falhas que envolveram o contrato ocorreram de forma “alheia à vontade dos gestores” e foram causadas pela desorganização do evento e pela pressa para cumprir prazos, o TCU abriu um precedente preocupante no que se refere à organização das próximas competições esportivas no Brasil. “Se a bagunça e a imprudência passarem a justificar superfaturamentos e ausência de licitações, a realização da Copa e das Olimpíadas no Brasil causará um prejuízo irreversível aos cofres públicos”, opina o deputado Silvio Torres (PSDB-SP).

Integrante da Subcopa, uma subcomissão permanente de acompanhamento e fiscalização dos gastos federais com a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, Torres acredita que isentar de responsabilidade gestores envolvidos em contratos suspeitos e que geraram prejuízos ao erário pode resultar em incentivo à morosidade nos processos de licitação. “Se a falta de tempo hábil para contratações for argumento para inocentar agentes envolvidos em transações suspeitas, teremos problemas. Aliás, já caminhamos para isso. Afinal, entraremos em 2011 com 90% das licitações por serem feitas. A absolvição de gestores no caso do Pan é um péssimo sinal”, diz o parlamentar.

MEMÓRIA

Os gastos públicos com o Pan do Rio chegaram a R$ 3,5 bilhões. O orçamento original previa investimento de R$ 400 milhões. Por conta das divergências de valores, o TCU chegou a abrir mais de 30 processos. A dupla de gestores inocentada pelo TCU — que é ligada ao PCdoB do ministro do Esporte, Orlando Silva — foi citada em dois deles. Ricardo Layser Gonçalves e José Pedro Varlotta são questionados sobre a realização de serviços de informática e de obras civis sem licitação.

No processo julgado este mês, Gonçalves e Varlotta eram acusados de atuar no superfaturamento de 16.000% na aquisição de um sistema para credenciamento de atletas e autoridades. O caso foi divulgado pelo Correio em abril de 2008.

frase multiuso

"(...)O fato é que todos ficaram surpresos com a campanha, com o desempenho. Falavam que faltava experiência, jogadores tarimbados que tivessem jogado a Copa dos Campeões (...) E na verdade foi totalmente o contrário. A maioria das pessoas foi negativa em relação à convocação"

A opiniao acima poderia ser do D*nga-Jorginho após a Copa, pode ser usada por Mano$ & Meneze$ daqui para frente, mas foi do andreense da alemanha, Claudemir Jerônimo Barreto, o Cacau.

Melhor assim.

Reedição da Copa Roca

Rik Tex e Grondona querem reeditar a Copa Roca, aquele torneio entre BRA e ARG que foi realizado até o décimo aniversário do mr. president deste cbet.

Já valendo para 2010, com jogos de ida e volta e só jogadores que atuam em seus respectivos campeonatos nacionais. É a chance de a gente ver o brasil com : Julio Cesar, Alessandro, Chicao, William e Paulo Andre; Elias, Ralf, Vaciley e Tcheco. Jorge Henrique e Souza.

Aaahhhh Bra$il!!!

qualquer coisinha serve

"Não sei por que isso acontece (falta de propostas). Talvez por eu estar com a minha imagem muito atrelada ao flamengo. Mas eu estou disposto a ouvir qualquer proposta, até de clube da Segunda Divisão"
do técnico andrade, atual campeão brasileiro, desempregado há mais de três meses

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Fred x RMP --> Segundo round

Do blog do Fred

Sabem quando esse Jornalista-Debochado irá respeitar os colegas de trabalho e os clubes cariocas? No dia de "São Nunca"!



A partir de agora, declaro 31 de julho o Dia Internacional contra o Jornalista-Debochado. Amanhã, vamos cantar parabéns para ele no Maraca, no jogo contra o Atlético-PR.

Saudações tricolores!

****

Meu comentário: o Fred tinha que deixar essa história pra lá. Deixa o doido falando sozinho. Esse vídeo mesmo não tem nada demais. Passa a impressão que o Fredgol ficou grudado na TV procurando alguma merda do RMP para postar. Está, definitivamente, mordido. Bobagem.

As chances de SLOT ou: que vença o pior!


Depois do vexame protagonizado pelo tricolor paulista no Beira-Rio, cabe contar os mortos e ver o que se pode fazer para que um arremedo de time ganhe o torneio mais importante das Américas. Eu já havia comentando algo assim em situação bastante análoga antes do primeiro jogo contra o Cruzeiro. Slot levar um time a um título desse quilate é um desafio à lógica e à ciência.

Contra o Inter, o que vimos foi um time inferior taticamente, fisicamente e tecnicamente, jogando contra um time fortemente confiante e embalado, parecendo a Espanha na Copa. Toque scurtos, ataques em bloco, próximos à área. Como a Espanha, ganharam de 1x0.

O São Paulo de Slot adotou uma das posturas mais cretinas e covardes que já vi em toda minha vida enquanto torcedor de futebol. Não parecia, deliberadamente, haver interesse em atacar. O time entrou em campo passando a impressão de desejar exatamente empatar de 0x0, considerando perder de 1x0 um resultado razoável e "seguro" (espero que eles estejam se sentindo assim agora). Jogadores bissextos como Marlos, Dagoberto e Hernanes foram anulados pela determinação colorada. Poucas vezes se vê uma aproximação tão literal da expressão "não jogar nada". O São Paulo apresentou antifutebol, digno do time da Suíça (copyright Guga Marcondes), e saiu com uma derrota magra debaixo do braço.

Diante disso e considerando que inúmeras vezes o futebol presenteou os piores com resultados injustos, quais as chances do São Paulo? Levantemos pontos contra e a favor.

Pontos contra:

* O time voltou da Copa fora de esquadro, violento, sem orientação tática e confiança, chutando bolas pra frente, e com capacidade ofensiva quase nula. Tem sido assim nos últimos 5 jogos. Difícil pensar que algo vai mudar.

* O Inter avança com moral de campeão, com um time reconhecidamente forte e com conjunto, renovado por um técnico competente e cheio de ganas para vencer. Além disso, não tomou gol fora de casa.

No que o torcedor sãopaulino deve se escorar, ou (forçando a barra) "pontos a favor":

* O futebol já premiou equipes horríveis, inclusive do São Paulo. Há registro de muitos campeões aos trancos e barrancos. São Paulo 1977, Itália 2006, Itália 1982, Itália 1938, Itália 1934. É só um jogo, catzo! É sempre possível contar com uma cagada. Ex: Inter perde 40 gols, RC faz 35 defesas e um gol de falta leva aos penaltis, etc.

* 1x0, desculpa colorados, foi um resultado magro. Não matou no primeiro, vamos ver se a bola pode punir pela incompetência no ataque. Sabemos disso por experiência própria. Derrotamos o Flu por 1x0 em 2008 e perdemos de 3x1 na volta. Derrotamos o Grêmio por 1x0 em 2007 e perdemos por 2x0 na volta.

* Jogadores como Hernanes, Marlos, Dagoberto, Junior César (e aparentemente Fernandão), como disse, são bissextos, ou seja, de tempos em tempos fazem partidas brilhantes. Todos jogarem bem ao mesmo tempo é mais raro ainda, mas pode acontecer. Posicionamento dos astros no céu, efeito nostradamus, não sei. Temos que depositar a fé em alguma coisa, independente de Slot.

* O São Paulo, desculpa colorados, tem mais camisa que o Inter. Decidiremos no nosso palco, o Estádio do Morumbi, aquele que está fora da Copa. Não é sempre, mas muitas vezes na Libertas a camisa pesa. Aquelas estrelas não tão na camisa do São Paulo à toa, apesar do Slot. Sempre há a chance de Rogério Ceni ganhar um jogo sozinho.

* RICHARLYSON NÃO VAI JOGAR. RICHARLYSON NÃO VAI JOGAR. RICHARLYSON NÃO VAI JOGAR. RICHARLYSON NÃO VAI JOGAR. RICHARLYSON NÃO VAI JOGAR.

Boa sorte a ambos e que vença o pior!! (and keep on slotting!)

(p.s.: esta imagem de SLOT [apelido criado no CBET!], aka Ricardo Gomes foi retirada de um texto de Daniel Perroni do globoesporte.com, comprovando cada vez mais a notoriedade internacional do digníssimo blog!)

Mano por menos

Foi definido o salário de Manos & Menezes na seleSSa.

Por módicos R$ 300 mil mensais, ele aceitará as ordens de rik tex, convocará atletas como juciley (parceiro do Vaciley), terá passagens, hospedagens, alimentação para londres, bahrein, New York e outros destinos de luxo e...eventualmente, fará figuração no banco de reservas do brasil atééé 2014 ou quando Rik Tex se encher dele. O que vier primeiro.

Achou muito? Pois é, mas ele ainda saiu perdendo nessa. No corintja ele recebia R$ 350 mil. Vai ver a CBF está economizando para a Copa de 2014.

São R$ 50 mil a menos. que dá para cobrir toda a folha de pagamento deste cbet...Nao é nada, nao é nada, náo é nada mesmo!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

O pau vai comer lá no Sul

"Escrever que o Inter é de D'Alessandro, uma necessária pertinência no momento de divulgar esta notícia, tornou-se nesta noite, e muitas outras, uma verdade inegável. Diante de mais de 60 mil pessoas no Beira-Rio, este Inter foi, diretamente, Andrés D'Alessandro. O Inter foi (é) belo, rude, habilidoso, inteligente: ganhador. O mais argentino dos times brasileiros bateu o São Paulo em Porto Alegre, e só venceu por 1 a 0 por obra e graça de Rogério Ceni, que defendeu cinco chances claras de gol"
trecho do texto do diário Olé sobre a vitória do Inter sobre o San Paolo, ayer. Reportagem esta, destacada na edição online da Zero Hora.

Segundo informações do Freire, flamenguista, frequentador deste blog e responsável pelo envio do link aa redação deste cbet, os gremistas não vão gostar de terem sido esquecidos.

CBET ganha o mundo

O CBET é mesmo internacional. Gente de todos os cantos de Sete Lagoas tem enviado afetuosos e-mails para opinar a respeito do post sobre a Arena do Jacaré. Graças a ele, retomei o contato com pessoas que não via desde a 3ª série do Instituto Regina Pacis. Seguem os melhores trechos da repercussão:


"É fácil falar mal da Arena quando se chega direto da Cidade do Cabo, né seu fedazunha."
Empresário do ramo gráfico setelagoano

"Ao escrever em 'mineirês', imitando a forma como o seu pai fala, fiquei imaginando: será que vc se esqueceu que tbém fala assim? Ou os anos na capital brasileira mudaram o seu jeito de falar? Onde fica a sua personalidade?"
Uma ex-colega de Regina Pacis

"O que te leva a falar tão mal da sua cidade natal? Tbém esqueceu que nasceu e viveu por muitos anos aqui?"

Ex-colega de Regina Pacis

"Achei de péssimo gosto o seu text o. Se viesse de alguém que não fosse setelagoano, tudo bem! Mas de vc... São suas origens, as suas raízes que estão aqui. Se vc não gosta da sua cidade natal, respeite quem mora aqui e te conheceu ainda moleque. É muito fácil sentar no rabo e ficar falando mal."
Ex-colega de Regina Pacis


"Respeite seu próximo, Renato. Os seus pais lhe ensinaram isto, eu tenho certeza."
Ex-colega de Regina Pacis

Quando d*nga sorri

Ainda bem que ele nao foi pra copa

Comentários bugados

Galera, eu tô tentando há uma semana, mas o pessoal do JS-KIT não tá me ajudando como eu esperava. Sei que o sistema de comentários tá um lixo do jeito que tá (clicando duas vezes). Eles ficam dizendo pra eu colocar embutido, mas também acho horrível este sistema porque te obriga a rolar a tela de novo e ainda a clicar em "voltar" e carregar o site de novo pra continuar lendo.

O sistema antigo (de pop-up) é o melhor, disparado, na minha humilde opinião. Continuo tentando restaurar essa funcionalidade.

Enquanto isso não acontece, peço apenas paciência.

Opinião de Marcondes, o Brito

Neymar vaiado. E Ricardo Gomes?


Robinho definiu bem: Neymar vai aprender com os erros.

O penalti desperdicado foi pura soberba. E soberba, no dicionario quer dizer altivo e orgulhoso. Traduzindo na linguagem do boleiro, quer dizer mascarado.

Alguem precisa puxar a orelha desse menino. Talvez Mano Menezes, na selecao, porque Dorival ja se mostrou incapaz.

Mas se Neymar merece vaias e puxoes de orelha, o que dizer de Ricardo Gomes? Nesta quarta feira de mata-mata na Copa do Brasil e de Libertadores, o destaque negativo – pra variar – foi o técnico do São Paulo.

Abre o olho, Juvenal!

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Teletipos internacionais CBET — Arena do Jacaré

Sete Lagoas (MG) — A Arena do Jacaré é o assunto e orgulho de quem mora em Sete Lagoas. Na cidade de 200 mil habitantes e duas salas de cinema 2D, nenhum bom restaurante, nenhum teatro, nenhuma grande biblioteca, ginásio de esportes ou mesmo shopping center, o campo de futebol tornou-se a principal opção de lazer. Ainda mais após virar a casa dos maiores times do estado.

Setelagoano de nascença e brasiliense por opção, eu já vinha sendo persuadido pelo meu pai a conhecer a arena desde que ela entrou em reforma, no início do ano: "Renato, cê precisa vê a reforma, não para", "Renato, o governador já liberô o dinheiro pra iluminação", "Renato, cê precisa vê que beleza que ficou o estádio, tão dizendo que é o melhor gramado do Brasil", insistia o contador aposentado Jair Oliveira Costa, via Embratel, com base nas informações publicadas nos cinco semanários locais.

Após 80 dias de muito trabalho, futebol e Castle na África do Sul, enfim, não tive pra onde correr. De folga, fui visitar meus pais, irmãos, sobrinhos, tios, amigos, cachorros e piriquitos. "Que hora é seu voo de volta? Ah, então vai dá direitim procê vê o jogo do Cruzeiro contra o Grêmio. Vô comprá hoje os ingressos. Cê vai vê que beleza ficou o estádio", anunciou Seu Jair, sem dar chances à recusa.

Domingo de tarde escaldante, partimos eu, meu pai, meu irmão mais velho e um dos 10 sobrinhos (o mais fanático dos cruzeirenses) rumo à Arena do Jacaré. Ela fica às margens da Avenida Perimetral, perto da fábrica da Bombril. Na minha adolescência, região de históricas casas de encontro. Estabelecimentos conhecidos como Dora, Pretinha e Sonho Azul.

Material de construção

Em frente aos portões de entrada, nos deparamos com montes de terra, brita e sacos de cimento. Passando a catraca, após revista minuciosa, mais material de obra, inclusive ferramentas, guardadas atrás de telas fáceis de derrubar. Armas perfeitas para uma torcida organizada.

A obra de "modernização e ampliação" da Arena do Jacaré ainda não foi concluída. Com isso, dos anunciados 24 mil lugares, o estádio só oferece 15 mil. Quando o restante estará disponível, ninguém sabe ao certo. Já anunciaram três datas, todas não cumpridas. Vale lembrar que a Arena do Jacaré, batizada oficialmente de Estádio Joaquim Henrique Nogueira — "fazendeiro e membro de umas das mais tradicionais famílias da região, que doou o terreno onde o estádio foi construído", informa a Wikipédia —, foi inaugurada em 2006 (veja Memória), com capacidade para 18 mil pessoas.

O curioso é que, na época, os diários e semanários mineiros destacaram que a arena era "um dos estádios mais modernos do Brasil", mesmo sem iluminação, cadeiras, cabines de TV e rádio. Ao decidir fechar o Mineirão e o Independência ao mesmo tempo para reforma e ampliação visando a Copa de 2014, o governo do Estado de Minas Gerais se atentou que os dois grandes clubes de Minas mais o América ficariam sem estádio para jogar as séries A e B perto de Belo Horizonte. Com isso, assinou convênio com o Democrata de Sete Lagoas, o Jacaré, e assumiu a arena.

Mas, de cara, o governo das Minas Gerais percebeu que muito havia de ser feito para o novo e moderno estádio receber grandes partidas. E lá se foram mais R$ 16 milhões na ampliação das arquibancadas, instalação de cadeiras, construção de mais acessos e iluminação.


Voltemos ao jogo de último domingo e ao test-drive do CBET…

Ainda após passar da catraca e da revista, encontrei um simpático e esforçado vendedor de "bolim de fejão". A unidade da iguaria custava R$ 1. Duas horas após ter saboreado um típico almoço mineiro de domingo, ninguém da família estava com fome.

Caio, meu sobrinho de 8 anos, queria mesmo era sentar atrás do gol. "Ti Renato, lá a gente vê o Fábio de pertim", explicou, empolgado, exibindo a camisa número 1 do Cruzeiro. Fomos todos fazer a vontade do pequeno torcedor. Mas o sol não deixou. Na descoberta Arena do Jacaré, o sol se põe de frente para o único gol onde há cadeiras liberadas ao público. Decidimos ficar no meio da arquibancada central. Foi o início de três horas de cozimento.


Sem ter o que fazer e já não suportando tanto sol na moleira, fui dar um rolê. Subi 55 degraus até chegar ao único bar da grande arquibancada da arena, com um só caixa. Vi que o tropeiro custava R$ 10. Logo ouvi reclamações dos conterrâneos. "Que roubo! No Mineirão era R$ 6". Pedi uma das tias pra conferir a qualidade do produto.


Tavam lá o feijão, o torresmo com pouco cabelo, a carne e o ovo mal passado. Mas percebi que não havia fogão por perto. "Tia, de onde veio esse tropeirão?", indaguei. "Lá de Beagá. Foi feito hoje cedim, meu fio", respondeu, muito educadamente, a senhora com a camisa do Bar 10 do Mineirão. Parti pro plano B, um sanduíche de pão francês com lombo, provavelmente feito em Beagá também.


Banheiros químicos

Do bar sem proteção contra o sol — coberto só na área interna — percebi que a arena também só tinha um banheiro de alvenaria para cada sexo. Decidiram, então, alugar uns 40 banheiros químicos. Embaixo de tanto sol, não tive coragem de entrar e conferir a qualidade. Voltei à arquibancada de barriga cheia e o sol na cabeça. Para amenizar o sofrimento, a família Alves Costa recorreu a um picolé Gelak, made in Sete Lagoas.


Meia hora antes do início da partida, a arena começou a se agitar. Apareceram Fábio e demais atletas cruzeirenses para aquecimento (como se precisasse diante de tanto calor.) Em seguida, o tal do Raposão, acompanhado de um tal Raposinha – anão fantasiado de raposa. As crianças vibraram. Fiquei a imaginar o calorão sob aquelas fantasias.


Recorde de público

Devido a um acidente na BR-040, ambas as delegações precisaram modificar o trajeto para a arena. Os gaúchos acabaram chegando ao campo com um atraso de 30 minutos em relação ao planejamento inicial.

Apesar de tudo, o jogo começa às 16h em ponto, com folga na arquibancada liberada ao público. Na outra, ainda em obras, atrás de um dos gols, um bandeirão azul cobre as cadeiras. “Mas nunca a arena esteve tão cheia”, ressalta Seu Jair Costa. Ele tem razão. Cruzeiro e Grêmio batem o recorde de público do estádio este ano: 9.672 pagantes, para renda de R$ 208.796,25. Na sexta-feira anterior, América-MG e Icasa haviam jogado para 343 testemunhas, com arrecadação de R$ 5.730.


Bola quica e não se vê a lateral

Com o início da partida, ficam evidentes o péssimo futebol de ambas as equipes e os defeitos no novo gramado, aquele que seria o melhor do Brasil segundo os semanários setelagoanos. O campo parece perfeito da arquibancada. Mas a bola se desloca de forma irregular, quicando muito, de modo que os jogadores mostram dificuldades para dominá-la — alguns por falta de intimidade com a bola.

É normal que o gramado tenha uma curvatura para ajudar no sistema de drenagem, mas essa curvatura parece exagerada na Arena do Jacaré, de modo que se observa uma situação inusitada: de um lado do campo, não se enxerga a marcação da linha lateral do lado oposto. Como os alambrados são muito próximos do gramado, mesmo a lateral próxima fica invisível com a presença de público. Amigos contam que a visibilidade na cadeira cativa e no setor de imprensa é pior do que nos setores com ingressos mais baratos.

Show do intervalo

Após primeiro tempo em que deu calo no olho e insolação em muita gente, veio o melhor daquele fim de tarde em Sete Lagoas. Dois sujeitos deixam uma enorme corda no meio do gramado. Duas mocinhas anunciam atração por meio de uma grande faixa: “Desafio do intervalo”.

Do nada, aparece um sujeito com uma capa vermelha correndo no gramado. “É o super-homem, Ti Renato”, deduz Caio, meu sobrinho. Em seguida, outro super-herói, que, pela roupa verde, deduzimos ser o Hulk. Depois, mais outro. “Acho que é o Popeye”, comenta a senhora ao meu lado, entre um amendoim torrado e outro. Para encarar os três, reaparece o Raposão, mostrando os músculos. Após troca de provocações, começa o cabo-de-guerra. Quando o Raposão dá sinal que vai entregar o ponto, chega correndo o maior gladiador da arena, o Raposinha. Unidas, as raposas ganham a disputa e ainda colocam os super-heróis pra correr.

Placar de pano

Entre chutões, matadas nas canelas e muitas bolas aéreas pra driblar o gramado irregular, Cruzeiro e Grêmio empatam em 2 a 2, num jogo que perdeu pro “Desafio do intervalo”. O resultado ficou registrado no placar manual-eletrônico. Explico a nova tecnologia setelagoana: as equipes são identificadas por faixas com os nomes, escudos e cores dos clubes; os gols são destacados por dois minúsculos painéis eletrônicos, iguaizinhos àqueles que marcam o tempo de posse de bola nos jogos de basquete.

Nesse cenário, sem culpa da decisão das autoridades estaduais e dos cartolas mineiros, que permitiram que o Mineirão e o Independência fossem fechados para obras ao mesmo tempo, Sete Lagoas e a Arena do Jacaré receberão Cruzeiro e Atlético, no próximo domingo. Clássico com torcida única, do mandante Atlético. Medida inédita no futebol mineiro.


MEMÓRIA
A Arena do Jacaré foi inaugurada em 28 de janeiro de 2006 com vitória de 3 a 0 do Democrata-SL sobre o Atlético-MG. O primeiro gol foi marcado pelo jogador do Democrata, Paulo César, aos 15min do primeiro tempo. O recorde de público até hoje foi Democrata-SL 1 x 0 Atlético-MG, válido pela 1ª rodada do Campeonato Mineiro de 2008, com 20.500 pessoas. (Uai, mas a capacidade não era de 18 mil!?)

PARA SABER MAIS
Sete Lagoas está a cerca de 70 km de BH. Duas estradas ligam as cidades. A BR-040 tem pistas duplicadas em todo o trajeto BH-SL, mas é conhecida pelo alto número de acidentes. Ainda assim é uma opção melhor e mais rápida que a chamada “estrada velha”. Caminho mais curto para os torcedores que moram na região norte da capital, a MG-424 é duplicada apenas entre BH e Pedro Leopoldo, sendo em sua maior parte uma rodovia estreita, sem acostamento, de difícil ultrapassagem e com trechos de péssimo asfaltamento.


PARA DAR SORTE

Busca pelo Tetra da Libertas, não é brincadêra, amigo! Preleção de RC.

No blog do Fred

De Fred para Renato Maurício Prado


Após mais uma vez ser informado pela minha assessoria de imprensa sobre uma nota publicada ontem pelo Renato Maurício Prado - que, diga-se de passagem, não me esquece -, passei o dia me perguntando o porquê deste jornalista me atacar de forma constante e gratuita em sua coluna diária.

Será que tem a ver com o fato de eu vestir a camisa do Fluminense e não a do time dele? Pensando bem, acredito que os ataques estão ligados ao fato do número da minha camisa (9), de cabeça para baixo (6), trazer a ele lembranças "gostosas" do mundo do futebol.

Mas isso é apenas um detalhe. Por falar em "Detalhes", me lembrei do trecho de uma música do Rei Roberto Carlos, chamada Outra Vez, que diz o seguinte: "Me esqueci de tentar te esquecer"...

Sou responsável, graças a Deus talentoso no que faço e ídolo de duas das principais torcidas do futebol brasileiro. Então, por favor, peço que aprenda a me respeitar, pois essa será a única forma de eu fazer o mesmo por você.

**********

Segue a nota de RMP:

DODÓI

Com uma nova lesão muscular, desta vez na panturrilha, Fred deverá desfalcará o Fluminense por aproximadamente 20 dias. Como se machuca, o "artilheiro-surfista", hein? Quanto isso tem a ver
com uma vida desregrada fora de campo? Diego Tardelli, convocado por Mano, agradece...

terça-feira, 27 de julho de 2010

vocês sentem falta dele?


com medo de ser reconhecido, felipe melo foi pra um lugar com poucos brasileiros: a flórida! arrumou um disfarce de gangsta rapper, mas não se enganem. se encontrarem o sujeito da foto acima podem praticar alguma agressão leve.

zico, uma entrevista

excelente a entrevista de arthur antunes coimbra no "bem, amigos" de ontem.

de uma franqueza e de uma contundência como não se vê no futebol profissional brazileyro.

tudo bem que ele falou na condição de presidente do crf, não apenas como coordenador de futebol ou sei lá o cargo que ocupa no mengão. tanto que, em determinado momento, se traiu e falou que, se fosse tratar de negócios com o vaiscão, iria negociar uma contratação com dinamyte, não com o rodrigo caetano (logo ele se corrigiu).

ao contrário do império do mal, zico trilha o caminho do bem. a forma que contou o seu rompimento com ricardo teixeira mostra a retidão de caráter do mais ilustre filho de quintino.

foi tão franco que disse tudo o que nenhum torcedor quer ouvir: falou, por exemplo, que o crf pode dar uma de são paulo e passar uma boa fase sem ganhar títulos para poder construir seu ct e colher os frutos lá na frente.

da minha parte, torço para que o planejamento estratégico dê certo.

e os frutos possam ser colhidos lá na frente... por volta de 2037.

chegar para somar

washington disse que não tinha mais espazo no morumbas
então fez as malas e está de volta ao fluminense/unimed...
lá sim, com sheik emerson e fred slater, o washington terá espazo de sobra

O novo técnico do Timão já conquistou a Fiel!

Futango, como bem disse o Juca

Comendador, o povo quer saber:

Comendador Marcelo Ramos, o senhor, que deu um chá de sumiço nos últimos dias, deixou desamparados os leitores ávidos por seus comentários ácidos, previsões otimistas (apesar de nem sempre precisas ou longe disso) e ataques frontais a tricolores, botafoguenses e flamenguistas. Então, o povo quer saber do senhor:

1) O que achou da copa do mundo? Você perdeu seu tempo vendo algum jogo do Brasil?

2) A copa é mais importante que o campeonato brasileiro?

3) O Vascão vai para a Libertadores como campeão ou como um dos quatro primeiros?

4) Qual posição o Botafogo vai chegar ao fim do ano?

5) De 2003 para cá, qual foi sua maior alegria no futebol?

6) Sei que tá frio e todo mundo deve ter casaco em casa. Mas reforço que, para que o senhor não passe vergonha em público, posso lhe oferecer um agasalho para os dias em que você acordar meio perturbado e insistir em usar aquela camisa lá. Amigo é para essas coisas.

Saudações tricolores!!!

sugestao aos meninos da villa

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Nem oito. Nem oitenta.

Beleza, vamos renovar. Agora, se todo mundo diz que é pra chamar os melhores do momento, pergunto: nos últimos 60 dias, o que fizeram Ganso e Neymar, a mais que Robinho, por exemplo (que jogou bem boa parte da copa), para merecerem estar na lista de hoje?

E o André Santos é muito melhor que o Michel Bastos?

E o Ederson? E o Réver? Sabidões que dizem acompanhar o futebol e "entendem muito mais do que os outros" vão agora me dizer que acompanham atentamente o futebol deles? E o Henrique? E o Carlos Eduardo?

Reparem que eu não tenho nada contra nenhum desses nomes. Nem muito a favor. E acho que essa é a hora de dar a cara a tapa mesmo. De botar nego diferente pra jogar.

Mas não venham me dizer depois que o Mano Menezes fez uma convocação alguma coisa diferente das primeiras convocações do Dunga.

E pra quem adorava destruir o Brasil e dizia que os amistosos não valiam nada, espero, sinceramente, que não endeusem Pato, Ganso, Neymar, André Ucrânia e afins se eles meterem seis gols nos Estados Unidos - só para lembrar, no primeiro amistoso, o Dunga meteu 3 x 0 na Argentina.

Da mesma forma, espero que não destruam esses caras (moleques) se eles não jogarem nada agora. Tem que ter paciência. No próximo ano todo, em todos os jogos. É hora de testar, de inventar mesmo. Ainda que isso custe caro e a pressão aumente. Mas pelo menos até a Copa América, acho que o Mano tem carta livre pra fazer o que quer por aí.

O fato é: tô com muita preguiça de críticas destrutivas à convocação deste ou daquele jogador. E também de comentários "aliviados" de que supostamente agora sim, tudo vai mudar e que tudo antes tava errado.

Nem oito, nem oitenta.

Off topic: Beavis & Butt(radio)Head

Metade dos titulares do blog passou mais da metade do curso na UnB falando destes caras aqui:

Vai, Framengo! Derruba o muro do adversário!

Carro de jogador do Flamengo atinge muro de duas casas em Maceió
Segundo a PM, veículo era dirigido por um atacante rubro-negro. Acidente foi registrado como embriaguez ao volante

O resto do texto do G1 está aqui

O único do Rio é do Botafogo

será que o bruno souza kurtiu, pela tevê recém-conquistada junto com o banho de sol, ver o Jefferson ser convocado pela primeira vez para a seleção brasileira na vaga que poderia ser sua?

saudações alvinegras ao Nego Jeff, aquele que, entre outras defesaças, pegou pênalti do adriano na inesquecível final da taça rio e ajudou a desmontar o auto-proclamado império do amor - único time carioca a conseguir o feito, vale lembrar.

aliás, o goleiro do Botafogo de Futebol e Regatas foi o único atleta de um time carioca a ser lembrado pelo novo treinador da seleção brasileira.

quem sabe se o Lomba se comportar direitinho, evitando problemas extracampo e infrações ao código penal brasileiro, ele um dia não chega lá?

sensatez

achei justus convocarem ganso, pato e neymar
pena que tivemos de perder uma copa antes disso

bizarro

uma convocação da seleção
sem o nome "gilberto silva"
estranho, não?
sinto-me órfão.

Espanholito fazendo escola

O substituto do Bruno aprendeu direitinho com aquele espanholzinho que bate pênalti com o pé trocado (o vídeo foi postado pelo DB aqui).

Mano breca renovação e nega ingerência de Teixeira

"Passaremos por uma transformação na seleção brasileira, mas sem a velocidade que todos imaginam."

"Não vamos expor alguns jogadores jovens sem necessidade. O processo deve ser feito de forma responsável. O presidente deixou absolutamente claro que a CBF aprova isso, e eu sou leal com o que combino."

"Nunca me violento para aceitar um cargo. Eu ficaria muito frustrado se não pudesse fazer o que penso e perdesse dessa maneira. O time que coloco em campo é aquele que quero. Não recebi nenhum pedido do presidente além daquilo que penso para a seleção brasileira."

Pressao sobre alonso

Geralmente com declarações sem graça, a entrevista coletiva com os três primeiros colocados da prova, ontem, acabou virando um bate-boca entre Fernando Alonso e alguns jornalistas.
"Onde esta vitória se encaixa em sua carreira? Ao lado da de Cingapura-2008?", questionou um repórter, em referência ao episódio em que Nelsinho Piquet, hoje afastado da F-1, bateu seu carro de propósito para dar o triunfo a Alonso, então seu colega na Renault.
Totalmente desconcertado, o espanhol respondeu que havia sido um bom resultado de sua equipe e que a Ferrari havia sido superior em todo o fim de semana.
Outro repórter classificou as palavras de Alonso como um "conto de fadas". "Tentamos fazer a prova o melhor que podíamos. Damos nosso melhor na pista, na fábrica", rebateu o bicampeão.
Ao ser questionado sobre o que diria a quem o acusar de ganhar o campeonato de maneira suja, se vencer, Alonso mais uma vez desconversou. "O Mundial tem 19 corridas e às vezes ganhamos muitos pontos, outras vezes, não."
"A verdade é que você não conseguiu ganhar do Felipe na pista e teve que pedir ao time para fazer o trabalho por você, não?", indagou outro repórter. "Essa é sua opinião." "Estou perguntando a sua opinião. Ele teve que te dar esta vitória, não teve, Fernando?", continuou, para ouvir do duas vezes campeão da F-1 um "não".

domingo, 25 de julho de 2010

loco

meus parabens ao botafogo de futebol e regatas
pelo retorno à zona de rebaixamento.
sempre bom vê-los por lá. abrazo.

Ai que saudade de 1988

Aquilo era Fórmula 1 de verdade.

Competição, esportividade, tema da vitória, tchan-tchan-tchaaan, justiça nas pistas. Brasileiro ganhava e todo mundo comemorava.

Ninguém reclamava que os dois pilotos da mesma equipe venceram 15 das 16 provas. Era muita emoção. EMOOOOOOSSSAAUUM!

Nem Galvão nem todos os fãs do campeão perceberam que o vice-campeão do mundial de pilotos esteve nos dois lugares mais altos do pódio em 14 dos 16 GPs.

Banco Nacional era tão poderoso que todos babavam por aquele boné. Tanto é que ninguém notou que o vice-campeão fez NOVE pontos a mais que o campeão, em uma época que uma vitória valia 9.

O terceiro colocado do mundial fez "apenas" menos da metade dos pontos do campeão - que, por sinal, fez menos pontos que o vice (já falei isso?). O quarto, aliás, fez um pouquinho mais que a metade do terceiro.

Aquilo era Fórmula 1 de verdade.

Massa, o Brasil e a nossa duradoura vocação para coadjuvantes na F-1




Minhas considerações sobre o ocorrido hoje na Fórmula 1, sem o calor ou a emoção de ser brasileiro angustiado:

1) Eu acho o Alonso um mimado, um filha da puta, mau perdedor e desagregador. Ele é agressivo, estúpido e babaca. Mas também é um dos melhores pilotos do mundo.

2) O Alonso tirou os três segundos de vantagem que o Felipe tinha pra ele, faltando 30 voltas, com uma facilidade incrível. Não precisavam ter mandado o Felipe abrir, mas, na boa, do jeito que tava, o Vettel, as McLaren e o Webber já já iam encostar nos dois da Ferrari. Era uma questão de bom senso, já que o Felipe Massa tá hoje no nivel de Williams e outras equipes médias. Tá tipo o Kovalainnen ano passado com o Hamilton na McLaren. Se a Ferrari ainda quer alguma coisa no campeonato, é com o Alonso. E não com o Massa, que a cada dia se revela ser nada mais que um novo Rubinho.

3) A hora de o Massa provar que tinha condição de se impor era ali, quando tava na frente do Alonso. Tinha que ter enfiado o pé, mantido os três segundos e ainda por cima abrir mais distância. Se tivesse feito isso - demonstrado competência, não estaria sujeito às ordens da equipe. Em vez disso, tomou tempo dez voltas seguidas e mostrou que na hora do abafa, ele pede água.Fraco demais.

4) Não gosto desse tipo de ordem, nem defendo o que ocorreu. O ideal seria o Alonso ter passado o Massa na pista. Mas vamos combinar: pensando pelo lado da equipe, não foi algo assim tão monstruoso. É porque o cara é brasileiro (de novo) e há anos a gente é relegado a posição de coadjuvante na Fórmula 1. É triste, mas a verdade é essa. Te garanto que os austríacos não reclamavam quando o Berger não tinhna a preferência na McLaren nos tempos de Senna. E também não vi ninguém aqui criticando a Ferrari quando ela mandou o Schumacher abrir pro Rubinho vencer em Indianápolis. 

5) É ridícula a encenação, as palavras em código. Mais ainda o Alonso perguntando se o Felipe tinha tido problema com a marcha. E mais ainda o engenheiro falando que o Felipe tinha sido magnânimo. Mas, no fim das contas, da mesma forma como alguns brasileiros ficaram anos defendendo a qualidade do Rubinho depois do famoso GP da Áustria (diziam que o Schumacher só ganhava porque a Ferrari o favorecia), a manobra no fim das contas foi boa pro Massa. Ele seria passado com facilidade pelo Alonso (eu discordo do Burti, que disse que o Alonso não passaria. Acho que passaria e fácil) e ficaria evidente a sua fraqueza como piloto. Do jeito que foi, ficou parecendo que o Alonso "precisou" da ordem pra chegar na frente. 

o "circo" da F1 e nós, os palhaços


depois da palhaçada de hoje, acho que todos os brasileiros deveriam simplesmente deixar de assistir a corridas de F1.

de quebra, a globo perderia uns milhões.

eu parei, embora tenha cantado a bola alguns meses atrás: massa é o novo rubinho. aliás, gosto mais do rubinho, que é mais autêntico, emotivo, e não tem um baba ovo particular do nível do galvão.

claro, rubinho veio na era pós-senna. como não era, obviamente, o novo senna e andava sempre atrás de schummy, foi execrado.

o massa, não. foi vendido como "a nova esperança branca" para nós, macacos da selva. é um bom piloto, óbvio, mas quero ver agora nego cantar musiquinha "sempre atrás do espanhol"

tava gostando de F1, mas agora enchi o saco. competição corrupta e sem esportividade.

Musa de domingo

Charlize Theron

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Nova campanha da CNBB: Mão de Diós


FORA, MANO!

O que é planejamento ...II

Mano Menezes é convidado para ser o técnico da Seleção Brasileira

Veja aqui no site da CBF (não é pegadinha)

O que é o planejamento...

Pelo que estamos vendo agora, Rik Tex decidiu hoje de manhã ligar para Muriçoka e pedi-lo em casamento.

Faltou combinar com o pai da noiva

A volta dos que não foram

FLuzão aderiu aa campanha "Fora, Muricy" e ele não assume a seleça...por enquanto!

fora ricardo teixeira!!

o fluminense disse que não vai dar muricy assim facinho para a dita seleção brazileira.
fosse o futebol deste país feito por gente decente,
aproveitavam a birra do (pilantra) horcades para
virar essa m*rda de vez e tirar ricardo teixeira da CBF a pontapés
.


(mas é tudo canalha e logo eles se acertarão. se tu me entendes, $$$)

Frases históricas do Muricy

“A bola pune.”

“A torcida paga ingresso para ver o time vencer. Quem quiser ver espetáculo que vá ao Teatro Municipal.”

“Aqui eu quero todo mundo estressado. Quem disser que está tranqüilo mando pra casa dormir. No futebol não tem isso. Quero todo mundo ligado, preocupado e estressado. A minha rotina é essa. Estou nervoso todo dia.”

“Uma vez, eu dei um trabalho tático de 40 minutos. Só coloco o time que vai jogar para treinar tático. Depois, na coletiva, a primeira pergunta que fazem é: 'Qual o time que você vai colocar em campo?'. É demais. Mandei os caras assistirem o treino e pararem de comer bolacha e beber cafezinho.”

“Dois caras bons podem jogar juntos sempre. O que não pode é jogar dois caras ruins.”

“Acabou esse negócio no futebol de pegar a bola e dar para o Zico resolver. Futebol é conjunto.”

“Se sei como o time jogará? Sim, de meia, calção e chuteira.”, sobre como jogaria o Independiente, da Colômbia.

Prós (mais) e contra (menos) Muricy Ramalho

Por Juca Kfouri

A favor de Muricy Ramalho há uma porção de coisas:

1. Tem o melhor currículo recente no futebol brasileiro:

2. É honesto e trabalhador;

3. Não faz jogadas com empresários e nem é mais vaidoso que a vaidade;

4. É independente, razão pela qual sua escolha até surpreende, porque o Imperador Ricardo I, e Único, gosta de meter o dedo onde não é chamado;

5. É maduro e não se deslumbrará com o cargo;

Contra Muricy Ramalho também há argumentos:

1. Se não chega a ser um Dunga, tem relacionamento difícil com a imprensa, embora venha melhorando, segundo ele mesmo;

2. É dele a frase “quem quer espetáculo deve ir ao teatro”, embora ele mesmo tenha sido um jogador do futebol-arte;

3. Está sendo objeto da recente desavença entre o Imperador e Roberto Horcades, o presidente do Fluminense e ex-cardiologista de Teixeira, que não votou no Clube dos 13 como a CBF queria.

Jornalismo "investigativo"

E a imprensa esportiva brasileira deu mais uma demonstração de seu grande poder de investigação e furo jornalístico.

Nova campanha no ar

Esperamos o aval do Rik Tex para darmos início à campanha:

FORA, MURICY!!!

Já era... é o Muricy

Em reunião neste momento com a CBF, Muricy deve ser anunciado em instantes como o novo técnico da Seleção Brasileira. Pelo contexto, acho que vai rolar o mesmo que rolou com o Parreira e o Luxemburgo em outros tempos: vai manter o cargo no Flu até o fim do ano. Acho que não vai atrapalhar - como não atrapalhou os dois citados (pelo contrário, um foi campeão e o outro vice).

Foda, mas compreensível.

Pra Seleção tem que ser um cara rodado e com muitos títulos. O meu preferido era o Felipão. Até o Luxemburgo tinha mais tarimba que o Mano, apesar do mau momento no Galo.

Acho que, por mais que corintianos e gremistas gostem do Mano (eu também gosto dele, mas não é isso que está em questão), ele não tem nenhum título de relevância que o credencie a treinar a Seleção Brasileira na Copa de 2014. Uma Copa do Brasil, alguns estaduais (estadual = nada) e duas séries B são muito pouco, convenhamos.

Boa sorte para ele, se for o Muricy.

Se não for, sorte para nós do Flu, que continuaremos (invejas à parte) com um técnico de ponta que, enfim, tá dando corpo ao time.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Brasileirão Petrobras

A Petrobras iniciou um projeto muito legal. Chama-se Brasileirão Petrobras. No primeiro semestre, uns 7 ou 8 caras se candidataram para ser o "âncora" deste projeto, que vai rodar o Brasil e falar dos clubes e das torcidas brasileiras. Saiu agora o primeiro episódio. Quem gosta do futebol além da paixão clubística, vai gostar muito não só da qualidade de produção mas também do conteúdo: a torcida do Corinthians por Fabiano Tatu, o vencedor do projeto. O site do projeto é http://www.brasileiraopetrobras.com.br/

pegadinha do mallandro...?

the breaking news do noticiário do morumbi...
"O presidente Juvenal Juvêncio 'sumiu' nesta quinta-feira. Li que estava em Brasília, mas segundo o que apurei, não foi à capital federal. Deve estar tratando de contratar outro treinador, além de reforços, pois a janela de transferências internacionais foi aberta, e segunda-feira, 48 horas antes do início da semifinal, pode inscrever jogadores na Libertadores.
Dois treinadores polêmicos gozam de prestígio com Juvenal: Dunga e Vanderlei Luxemburgo."
http://www.spfc.net/news.asp?nID=38683

black power

atenção para a nova formação da Banda Black Rio, direto de General Severiano para o mundo:

Jeff Gloves - Michael Swell - Soul Mali - Eli Zeus - Job Son

são os novos pupilos do Santana.

abraxas!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

valeu, freguesia

meus parabens ao fluminense football club!
108 anos de glórias & conquistas como o
brazileiro-1984, a copa do brazil-2007 e... e...
e uma p*rrada de estaduais e guanabaras e vices.
ah, e a terceira divisão também!!

uma mãozinha pro mano menezes

julio cesar (inter de milano) e fabio de costas (cruzeiro)

daniel alves (barcelona) e wesley (santos)

pirulito (são paulo) e miranda (são paulo)

naldo (werder bremen) e thiago silva (milan)

jorbinson (flamengo) e gêmeo canhoto ex-flu (manchester utd)

lucas (liverpool) e arouca (santos)

elias (corinthians) e hernanes (são paulo)

kaká (real madrid) e bruno césar (corinthians)

paulo henrique ganso (santos) e felipe coutinho (inter de milano)

neymar (santos) e nilmar (villarreal)

andré (santos) e alexandre pato (milan)

Filho de Toninho Cerezo vai trocar de sexo

Chiclé de bola

Depois do comedor de meleca, alemães também lançam moda do chiclete reciclado.


número dois (com molho especial)

o vaiscão da gama hoje pega mais um coleguinha de rabêra: o gremio.
será que vai rolar de novo aquele combo maneiro penalty + dois vermelhos?

terça-feira, 20 de julho de 2010

2014 sucks

Quer apostar como o jornal (qualquer jornaL) de amanha vai ter um furo-exclusivo sobre SP e/ou a sede de 2014? Mesmo que esse furo desminta o furo de hoje mesmo...
Vai ser assim até 2014!

Feliz dia do amigo!

flunimed

além do melhor técnico do país, contratado a peso de ouro, o fluminense tem um dos melhores centroavantes em atividade e pode se dar ao luxo de contratar a dupla deco & belletti, ambos ex-chelsea, que não ganharão menos de R$ 500 mil.

graças à unimed, o dinheiro do flu não acaba nunca.

enquanto isso, o Glorioso passa três meses recolhendo trocados para poder repatriar Maicosuel.

dá até inveja do tanto de grana que rola solta no primo rico das laranjeiras.

Luiz Carlos Winckler de Menezes

O técnico que já disse que prefere trabalhar com jogadores velhos (acima de 25 já é velho) e que ganhou uma copa do brasil e uma série B vai ser o técnico da seleção brasileira. A mesma seleção que vai prega a renovação...

É o que diz este jornal. Quando eles dizem, é porque receberam a informação direto da fonte...

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Imparcialidade espanhola

Na Espanha é assim: reporter pode se pegar com jgoador ao vivo, jornalista pode usar camisa da selecao na redacao e esquecer-se do fechamento...


Olha ai como a redação do Diario Marca assistiu aa final da Copa.




humildade argentina

"Ele me perguntou como se faz para dar o drible do elástico. Eu falei que com a habilidade que ele tem é muito fácil dar o elástico. Mesmo assim, ele disse que não sabia"
rivelino, sobre o papo com messi, ontem, no interior de SP

domingo, 18 de julho de 2010

Tribuna livre

O Globo deu pagina dupla para Andrés Sanchez, presidente do Corinthians.
Abaixo, trechos da entrevista:

Novo técnico da seleção
- Não sei quem será o treinador. O que sei é que este cara está ferrado. Será um tormento a vida dele. Na boa, coitado

D*nga
- Pessoa sincera, de trato olho no olho. Mas não achei correto essa busca do confronto com a imprensa, de dificultar o trabalho dos jornalistas. Esta é a minha opinião. Não vou dizer que estava certo ou errado. É o conceito dele de trabalhar. Não se pode ter nada em excesso... Estamos na face da Terra para achar o equilíbrio. E o Dunga, com o tempo, achará o seu equilíbrio também

Rix Tex na CBF
- O Ricardo Teixeira fica na CBF até quando ele quiser. Já está há mais de 20 anos. Eu não quero arrumar confusão. Se bem que a vida na CBF é bem mais simples do que no Corinthians. Meu objetivo é acabar meu mandato no Corinthians e sumir. Só não sumir de vez porque sou conselheiro vitalício do clube. Meus planos [para depois do fim do mandato] são: bermuda, chinelo, encher a lata e mulheres. Muitas namoradas...

Musa de domingo

Kate Hudson

sábado, 17 de julho de 2010

Coerência barceloneta

O Barcelona queria contratar um lateral esquerdo.

Pensou...vamos ver se o Brasil tem algum. Olhou a escalação da seleção na última copa....








e deixou quieto.

Pensou de novo, olhou para o lado e ...pimba!


Contratou Adriano Correa, 25 anos, ex-Sevilla. Joga como lateral e não como ala, joga na na lateral direita também e custa módicos US$ 9 mi.

D*nga, o treinëro coerente, jamais pensou nessa ideia. Estava vendo o campeonato Ukraniano na ieesssiipieeennee brazil

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Franquias White Elephants em pauta

Na Folha de hoje:

Não há dúvida de que a Fifa acerta em muitas de suas reivindicações com vistas ao evento. É preciso, sem dúvida, avançar em infraestrutura, transporte e comunicações para que o Mundial possa ser realizado a contento.
Bem diferente é apresentar requisitos por demais custosos ao poder público com vistas à realização de uma única partida de futebol. Outros países que patrocinaram mundiais, como a Alemanha, já se depararam com situações análogas e refutaram as exigências exorbitantes da entidade.
Além de conceder à Fifa discutíveis isenções fiscais para lucrar com a Copa, o poder público, em suas diversas esferas, flexibiliza licitações, acena com empréstimos a juros camaradas e investe diretamente na construção de estádios que podem se transformar, ao fim do torneio futebolístico, em "elefantes brancos".
O péssimo exemplo dos Jogos Panamericanos do Rio já mostrou como a irresponsabilidade de alguns é capaz de manipular o entusiasmo de muitos e produzir descalabros com o dinheiro de todos. Menos mal que São Paulo não se incline a fazer esse papel.

Senta que lá vem a história

Hoje, há 60 anos, o Maracanã nascia para o mundo e o Uruguay, morria.


Depois desse dia de hoje de 60 anos atrás os uruguayos nunca mais ganharam nada...a não ser um estadual carioca em 2010 sobre o flamengo de Bruno Mão Santa

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Quem é bambi, finalmente?

Coim um pouco de atraso, vai trecho de matéria da Folha de S. Paulo de hoje (quinta) sobre a Eliza Samudio:


Ela frequentava festas, churrascos e camarotes, "mas tinha moral mesmo era dentro do São Paulo, inclusive com dirigentes", conta Rita, que teve provas do prestígio ao assistir a um clássico São Paulo x Palmeiras no Morumbi em 2008.
Acompanhada do caçula e de um sobrinho, Rita ficou no camarote sãopaulino. No final da partida, o trio foi levado até a saída do vestiário. "Até brinquei: "Olha a força da piriguete'", lembra Rita.
Impressionavam o carinho e a intimidade com que os jogadores tratavam Eliza.
O São Paulo reconhece que Eliza visitou por vezes o vestiário como fã, mas não tinha vínculo com o clube.
O desaparecimento da paranaense assusta não só a Bruno. "Tem muita gente do futebol com medo. Ela teve um caso também com um treinador famoso."

sobre ontem à noite

O Botafogo voltou a ressuscitar defuntos.

O torcedor do flamengo voltou a ter orgulho do seu time. Não foram poucos os que desfilaram nessa quinta-feira com sua camisa número 1 - a rubronegra, não aquela de goleiro-ídolo que teve o nome apagado com produto químico, conforme orientação do patrocinador.

Alguns desfilaram novamente a soberba e a arrogância que os caracteriza. Normal e previsível.

Tudo está, portanto, de novo no seu devido lugar.

A não ser os flamenguistas que, lá no maracanã, gritaram "bruno! bruno! bruno!".

Esses, desconfio, estavam no lugar errado.

Em tempo: a torcida tricolor, na quinta, colocou mais gente no maracanã no empate contra o grêmio prudente do que flamenguistas e alvinegros juntos na quarta-feira. bons jogadores e um bom treinador ainda são o principal apelo para o torcedor.

Pra quem gosta de futebol além da paixão clubística.

Vi o vídeo do Grêmio (A Batalha dos Aflitos) e o do Inter campeão do mundo. São incríveis. O filme do Corinthians da volta da Segundona e o do aniversário do título de 77 são de arrepiar. Este abaixo promete ser muito legal também.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Robben ou jabulani?








» Tem (muito) mais aqui

patacoada

mas que belo é o amor, não?
que o diga alexandre pato.
the breaking news da coluna jurídico-social:
Os advogados de Sthefany Brito entraram com uma reconvenção, pedindo 20% dos ganhos líquidos do jogador. A juíza Maria Cristina de Brito Lima aceitou o pedido e estabeleceu o valor por tempo indeterminado. A decisão da juíza também se aplica aos futuros contratos a serem assinados por Pato, seja com patrocinador ou para campanhas publicitárias. Do cachê a ser recebido, a atriz terá direito a 20% do valor que o jogador firmar com as empresas.

alexandre pato e stephany brito ficaram casados nove meses. culpa do ronaldinho gaúcho, dizem, que levava menino pato pras p*tarias lá de milano.

moral da história: pato vai ter de pingar na conta da ex mais do que o dízimo de kaká pra igreja.

A última do twitter

Adriano, Love e Bruno estavam no carro. Quem tava dirigindo o automóvel??
(cinco segundos)
...
A polícia!

Crédito: Freire, o flamenguista fiel

Alligator rocks

Se você pensava que a camisa mais feia da história dos ludopédio era aquela que o goleiro mexicano Jorge Campos usava, eis que o Luiz Estevão chama para si o recorde.

Ontem, dia 13 de julho, o Brasiliense entrou em campo vestido assim:





Diz o site oficial do clube que é uma "homenagem ao rock". Está mais para um abadá.

(crédito das imagens: brasiliensefc.com.br)

531

Só para termos uma vaga ideia: antes da copa, tínhamos entre 150 e 250, às vezes 300 acessos por dia no CBET.

Ontem, no primeiro dia cheio com contagem de acessos normalizada, tivemos 531. E a copa já acabou...

Deu no Fantástico: Ronaldo gosta de fio terra e o Richarlyson...

Não sei o que é mais ridículo, se as putas inventando as histórias, se o (baixo) nível a que o Gordo e o Bicharlyson se deixaram chegar com suas presepadas, se o Fantástico dando rateada com a carta ou se o imbecil tentando ler e ampliar o conteúdo do email da puta.

Vejam a história:

http://www.naosalvo.com.br/vc/15-drops-%E2%80%93-gafe-do-fantastico-deixa-email-sobre-ronaldo-e-richarlyson-vazar/#more-11002

terça-feira, 13 de julho de 2010

Özil escreveu o futuro

A maldicao da nike nao funcionou com ele. Neste video, ele ja escreveu o futuro dele...


Pancadaria da final da Copa, by Lego



Tem mais jogos aqui

o real futebol arte VS. "fotografa essa p*rra"

penélope merece muito!

Duas horas de inferno


Contrariando a previsão de muita gente, inclusive aqui neste cbet, a Inglaterra foi pessimamente mal com sua seleção e na arbitragem.

O inglêsHoward Webb, o Collina bombado que conseguiu desagradar a todos na final da Copa, falou com o Daily Mail.


'Sunday night was the most difficult two hours of my entire career. I am physically and emotionally drained but FIFA have been very supportive - not just about the final but our performances throughout the whole tournament'


Entrevista de José Luis Da Trena (Starret) na Playboy

Marcondes, o Brito, publicou no site dele um resumo da entrevista de José Luis Datena à Playboy. Está hilária. Vejam o post dele sobre o ex-repórter da Bandeirantes (quem não lembra dele medindo a distância dos gols com as trenas Starret e o Elia Júnior no estúdio gritando Energyyyyyzerrr?), que reproduzo aqui no CBET:
Imperdível: Datena na Playboy
10 de julho de 2010

Está absolutamente imperdível a entrevista do apresentador da Band, José Luiz Datena, à revista Playboy. Com a franqueza que lhe é peculiar, disse com todas as letras: “Eu não gosto do Dunga. Tenho bronca dele. Na Copa de 94 sofremos um boicote nos EUA por causa da Comissão Técnica, e o Dunga era um dos líderes desse boicote… Não assistimos à final da Copa porque roubaram nossos coletes dentro de um hotel cheio de seguranças da CBF”.

Outros temas polêmicos da entrevista:

* Merchandising de Milton Neves
“Desde que não interfira na opinião, desde que você não se venda, não tem problema… O Dunga tirou sarro de Milton Neves, mas ele próprio faz merchandising… Ele não convocou o Adriano porque o Adriano bebe. Pô, se ele mesmo faz propaganda de cerveja”.

* Renata Fan entende futebol?
“Deve entender porque ela diz que estuda. Mas eu prefiro o Neto comentando futebol. Prefiro o Milton Neves. É uma profissional competente, mas tem melhores”.

* Briga com Gilberto Barros
“Eu levantei pra pedir satisfação. Ele escorregou e caiu… Você pode perguntar pra quem quiser do restaurante. O chão estava liso demais, eu nem toquei nele”.

* Amizade com Jorge Kajuru
“Kajuru deu uma entrevista na Playboy e disse que fazia troca-troca. Como eu era o maior amigo dele, todo mundo perguntou se era comigo. Eu falei: Ô Kajuru, vai se f**, você fala logo com quem fez esse troca-troca… Ele falou que era outro cara. Ainda bem”.

* Entrevista com a ex-atriz pornô italiana Cicciolina
“Ela (Cicciolina) pegou o seio e tirou para fora. Eu fingi que desmaiei no seio dela. Tive várias ereções porque já havia me masturbado muitas vezes pensando nela… Minha mulher ficou um mês sem falar comigo, mas valeu a pena”.

* Virilidade masculina
“Hoje em dia, pra ir pro pau, eu tenho que partir pro doping. Tem Viagra, Cialis, aí você vira o maior do mundo. Pra dar três por semana tá bom demais”.

* Orações na Rede Record
“Os bispos da Record (onde apresentava o Cidade Alerta) achavam que eu tinha o demônio no corpo. De vez em quando me davam uns passes, oravam por mim”.

* A disputa Dilma x Serra
“Ela (Dilma) faz o meu jeito. Gostei dela, achei bonitona. Muito bonita, aliás… Ela seria boa presidente, como o Serra também… Eu não estava declarando voto, declarei indecisão de voto”.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

O inferno de Ciel

Lembram dele? Chegou a jogar no flu e não faz muito tempo...

Ciel aparece bêbado no ASA e é dispensado pelo clube

Do site Fanáticos por Futebol

Maycon Santos

O problema com o alcoolismo persegue Ciel. Mais uma vez, o meio-campista apareceu no treino do ASA embriagado e a diretoria do clube alagoano resolveu rescindir o contrato do jogador.

Por outro lado, o veterano atacante Luís Mário foi regularizado na CBF e está relacionado para a partida contra o Náutico, nesta terça-feira, às 21h50, nos Aflitos.

No confronto com os pernambucanos, o técnico Vica não poderá contar com o zagueiro Edson e o volante Rincón, que cumprem suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

Copa zero no CBET

Segundo os relatos do Google Analytics, tivemos ZERO acesso em 26 dos últimos 30 dias. E seis acessos nesse período.

Claro que é bug, provavelmente decorrente de uma não-colocação do código de registro dos acessos quando eu mudei o modelo de layout do site. Peço minhas desculpas pelo erro que, caprichosamente, ocorreu durante a época em que provavelmente teríamos ou devemos ter tido o maior número de acessos em nossa história.

Também não será possível ver mais quantos acessos tivemos da África do Sul e outras paragens. Infelizmente, as informações referentes ao período entre 6 de junho e 12 de julho estão perdidas.

Coloquei o código agora e espero que o problema se resolva até amanhã.

Desculpem a falha.

Sem mais para o momento.

"difícil saber quem é o culpado"

A palavra principal do Dunga era concentração. No final dos jogos contra a Coreia e Costa do Marfim já havíamos tomado gols no fim. O Júlio gritou, mas com as vuvuzelas é difícil escutar. Quando você pensa que a bola está na sua cabeça, ela sai. É difícil saber quem é o culpado.

(felipe mello, e a vinganza da bola patricinha,
aquela que não gosta de apanhar)

opiniões (in ressaca)

alemanha, pra mim, mostrou melhor futebol da copa. eles levaram o "ganso e neymar" deles (muller e oezil) e os caras estraçalharam. e olha que não vestiram a camisa alemã em nem mesmo UM jogo das eliminatórias.

nós somos brasil, porra, vamos levar sempre os melhores, os mais craques. arrumem um técnico que consiga fazer com que os melhores joguem juntos.

todas as previsões sobre a besta do dunga se concretizaram. o ignóbil do felipe melo fez merda, o banco não servia pra nada, a má educação, destempero e "espírito guerreiro" acabaram prejudicando no final

nunca mais associem nossa seleção tão diretamente a um slogan de cerveja. não dá pra vender o que há de mais caro: história, tradição e cultura. guerreiro é a mãe! nosso futebol é técnico, habilidoso e de improvisação.

nuestros hermanos argentinos, uruguaios, chilenos e paraguaios voltaram para casa, em maior ou menor grau, aplaudidos. saudados pela torcida. porque será hein?

mesmo tomando de 4, a argentina passou uma sensação de identificação para sua torcida. maradona teve bom humor, foi amável com seus jogadores e teve espírito esportivo. o que foi o dunga???

no brasil, com o dunga, era o "se ganhar, ganhou, se não vou encher a cara de brahma e foda-se"

dunga falava tanto dos resultados e conseguiu o mesmo da patética copa de 2006